Voyeur          
Peep-Hole
          
Web Cam
          Tv          Artists          Atelier           Theory          News
          
          Collection          




PAULA PRATES
04.12.08/02.01.09


A Different View
Instalação Site-Specific, 2008






A intervenção que Paula Prates propõe para o Voyeur Project View assume precisamente o jogo entre o espaço e a limitação da visualidade que lhe está associada, ao transpor para o âmbito da escultura o anverso de uma estratégia própria dos suportes bidimensionais. A ilusão da tridimensionalidade na pintura e no desenho compreende-se enquanto estratégia de reconhecimento e de aproximação a um real familiar. Mas o que dizer de uma forma tridimensional cujas contingências da sua percepção fazem com que se comportem como um holograma? A forma no espaço impõem-se como imagem no espaço - o objecto vive como uma aparência de si mesmo, da sua própria tridimensionalidade, iludindo-nos na assunção platónica das distâncias entre ideia, cópia e simulacro.
Há, com efeito, uma espécie de humildade nesta estrutura que se delineia luminosamente no espaço como se fosse um simples esboço da sua própria forma. Estratégica catártica de simplificação? Estartificação entre forma, espaço e percepção?
Falácia dos sentidos? Talvez o caminho seja apontadao pelos desenhos expostos na sala contígua. Nestes desenhos a perspectiva é clara, também ela sem pontos de vista múltiplos.
Permanece porém uma certa desorientação. As formas do desenho multiplicam-se de modo ora estilhaçado, ora gnómico, parecendo querer transbordar de forma impetuosa os limites da sua superfície, atingindo-nos e integrando-nos na imagem caleidoscópia de geometrias variáveis.