Voyeur          
Peep-Hole
          
Web Cam
          Tv          Artists          Atelier           Theory          News
          
          Collection          




JORGE FEIJÃO
12.01.07/12.02.07



A Minha Primeira Pintura
(Transmitido via Web Cam)
Acrílico s/Tela - ,  2007



                                                              



                            


                            


                             


                              


                            


                            





"Ali, na cena que espreito, o corpo sob a luz irradia um espaço público puro, utópico, liberto de uma perspectiva limitada, completamente aberto, exposto à multiplicidade infinita dos olhares possíveis. É esta multiplicidade que o olhar do voyeur percorre vertiginosamente: ser todos os olhares, ser o único olhar total de todos os olhares, é possuir magicamente aquele corpo só para mim. O máximo da subjectivação confunde-se com a dessubjectivação máxima de um devir-outro do olhar. (...) De certo modo, pois, toda a pintura é um exercício de voyeurismo-exibicionismo, como toda a representação um exemplo alargado de auto-representação. Porque o corpo inscreve o mundo e este, representado, é a projecção dos poderes daquele. Reflexão do mundo no corpo que, por sua vez, se acentua e se sintetiza no olhar que desvela sem ser visto o que, da tela, o olha sem saber."

GIL, José – "Sem Título", Relógio D' Água, Lisboa, 2005, pp. 48,49


MORANDI: UM EXEMPLO

"Anoitecera. Eu falava de Morandi como exemplo de uma arte poética que, apesar da desmaterialização dos objectos e da aura de silêncio que os imobilizava na sua pureza, não se desvincula nunca da realidade mais comum e fremente, quando alguém me interrompeu: - Eu conhecio-o, era intratável, vivia em Bolonha com duas irmãs, quase só saía de casa para ir às putas. - Está bem, volvi eu, se ele precisava disso para depois pintar como Vermeer e Chardin, abençoadas sejam todas as putas do céu e da terra. Ámen."

21.11.84

Eugénio de Andrade /19
Vertentes do Olhar
Fundação Eugénio de Andrade, Porto - 2003